domingo, 15 de janeiro de 2017

"Crer em Deus está nos genes", afirma prêmio Nobel de Medicina

15.01.2017
Do portal GOSPEL PRIME, 14.01.17
PorJarbas Aragão

Neurocirurgião acredita que “a forma natural de viver é em uma relação com Deus”

"Crer em Deus está nos genes", afirma prêmio Nobel de Medicina

O doutor Arvid Carlsson ganhou o Prêmio Nobel de Medicina em 2000 por seus estudos sobre os neurotransmissores. Em entrevista à agência italiana ACI, ele falou sobre como a religiosidade é a forma natural de viver do ser humano.

Discorrendo sobre a capacidade da mente humana compreender o universo, o cientista explicou que “possivelmente, quando a primeira célula começou a existir já houvesse aí uma profunda ‘sabedoria’. Quando apareceu um indivíduo composto de mais células, aquela ‘sabedoria’ ainda estaria presente nos genes, mas as diferentes partes de ‘sabedoria’ se dividiram em células especializadas”.

Sua tese é que “A forma natural de viver é em uma relação com Deus, para quem reza e acredita nele”. Questionado sobre sua própria fé, afirmou não seguir nenhuma religião organizada.

Também deu a entender que o ateísmo é uma deficiência: “Eu não sou uma pessoa normal, porque não tenho esse sentimento religioso que, não obstante, considero normal. É um problema meu. Pode-se dizer que é uma forma minha de deficiência”.

Para ele, ser religioso é a norma. “Na verdade, isso faz parte de nossos genes”, afirmou. Quando foi comparar as diferentes formas de crer, foi categórico: “Devo dizer que entre as três religiões monoteístas e sua relação com a ciência, sem dúvida o cristianismo é a melhor”.
O doutor Carlsson é um dos neurocirurgiões mais importantes do mundo atual. Seus estudos contribuíram com descobrimentos fundamentais na busca de tratamentos que ajudam a enfrentar as doenças neurodegenerativas, como Parkinson ou Alzheimer.
*****
Fonte:https://noticias.gospelprime.com.br/crer-deus-nos-genes-nobel-medicina/

Nenhum comentário:

Postar um comentário