segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

NÃO FALEIS MAL DO IRMÃO

30.01.2017

TEMA: NÃO FALEIS MAL DO IRMÃO
TEXTO: SALMO 101:5

Entre as atitudes que desagradam a Deus há seis coisas que Deus detesta e sétima ele abomina (Pv 6:17-19), entretanto aqueles que verdadeiramente servem a Deus jamais terão tais práticas. Existem muitas maneiras para ofender os nossos semelhantes, às vezes de maneira até indiscreta mas que ofendem, outros são arrogantes julgadores (Mt 7:5), quando associamos com pessoas assim nos tornamos iguais a elas, por isso devemos ter muito cuidado.

1. A insensibilidade

As pessoas insensíveis ignoram os problemas das outras pessoas, muitas vezes de maneira desmedida falam, denigrem e se gloria da miséria dos outros, embora elas estejam sujeitas a sofrerem as mesmas coisas “Se o teu inimigo cair não te alegres”, para os apáticos a dor dele doe mais do que e a dos outros, por isso se gloriam e aumentam ainda mais os sofrimentos dos outros as infamando.

2. Recomendações Bíblicas importantes

2.1. Não espalharás noticias falsas e não ser testemunha da injustiça (Ex 23:1);

2.2. Não serás um divulgador de maledicências a respeito dos teus e não sujeitarás a julgamento o sangue do teu próximo (Lv 19:16);

2.3. Não assentes à vontade para falar contra teu irmão, e és rápido para caluniar o filho de tua mãe (Sl 50:20);

3. Consequências e recomendações

1. Quem esconde o ódio tem lábios falsos, e quem espalha calúnia é insensato (Pv 10:18; 25:23);

2. Quem anda contando casos sigilosos não sabem guardar segredo;

3. Evite ser companheiro de quem fala demais. (Pv 20:19); Entretanto, agora vos escrevo para que não vos associeis com qualquer pessoa que, afirmando-se irmão, for imoral ou ganancioso, idólatra ou caluniador, embriagado ou estelionatário. Com pessoas não deveis sequer sentar-se para uma refeição (1 Co 5:11); As mulheres, da mesma maneira, devem ser respeitáveis, não caluniadoras, moderadas e fieis em tudo (1 Tm 3:11; Tt 2:3).

4. O juízo divino sobre faladores

Não multipliqueis palavras altivas, nem brote dos vossos lábios a arrogância, pois o SENHOR é Deus cabe a ele julgar o que as pessoas fazem (1 Sm 2:3); Ele será contra aqueles que difamam o seu próximo às escondidas, eu o destruirei; aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o tolerarei (Sl 101:4-8).

Mediante o que comentamos sobre as pessoas caluniadoras o que nos resta é guardar para que tenhamos uma vida digna de confiança, ponderar as palavras é ser prudente. Muito cuidado a quem confias a tua amizade; nem mesmo teus parentes às vezes merecem o teu crédito. Afinal cada parente se tornou um enganador e cada amigo um caluniador (Jr 9:4), contar as suas particularidades a qualquer pessoa não é bom, cuidado com quem você conta seus segredos. Para melhor compreensão sobre a língua dobre ler (Tg 3:).
****

Nenhum comentário:

Postar um comentário