segunda-feira, 3 de julho de 2017

Missionária Tânia Araujo: Meu primeiro Congresso de Mulheres na Ebenézer, a realidade do Pentecostes em pleno século XXI

03.07.2017
Por  Tânia Passos Araujo*
Postado por Ev. Irineu Messias

Missionárias Tânia Araujo e Isabel Alves 
O primeiro Congresso de Mulheres da Assembleia de Deus Ebenézer foi também a minha primeira experiência em um congresso evangélico. Acostumada a congressos acadêmicos insistia em entender a programação do evento de três dias e, se haveria debates sobre a participação das mulheres nos trabalhos frente à igreja. O que ninguém havia me dito, até então, é que congresso de igreja só tem um tema na programação: Cristo. E tem um foco para as mulheres pelo trabalho das verdadeiras guerreiras de oração. Foi nesse meu primeiro congresso que assisti aos testemunhos de vida da missionária Isabel Alves, esposa do pastor-presidente da Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus do Planalto Central (Comadeplan), Rinaldo Alves. Os dois vieram de Brasília, como convidados especiais para o aniversário da Ebenézer. De uma simplicidade ímpar, a missionária Isabel, não se preocupou em fazer nenhum estudo teológico. Ela nos mostrou que a nossa vida é o nosso melhor testemunho de Cristo para as outras pessoas, pois “somos todos rodeados por uma nuvem de testemunhas”. (Hb 12.1)

Pr Robenildo e Mss. Ana Lins
Também foi nesse congresso que testemunhei, embora já soubesse a força e a determinação da missionária Ana Lins. Poucos conhecem as provações que essa mulher de Deus já passou e ainda passa. Mas ouvimos da sua boca com toda a convicção que ela sabe que entrará no Reino de Deus. Quantos podem dizer o mesmo? A missionária Ana Lins, que junto com o pastor e também vice-presidente da Ebenézer de Pernambuco, Robenildo Lins, iniciaram o Ministério Ebenézer há um ano. Não havia a mínima estrutura financeira para abrir sequer um ponto de pregação e até a própria sobrevivência da família estava comprometida pela falta de recursos. Mas eles atenderam ao chamado de Deus.

Um ano depois são sete congregações, que se uniram para festejar o primeiro ano da igreja e do Congresso de Mulheres da Ebenézer. Deus proveu a igreja de homens e de mulheres dispostos a levar a obra adiante. 

A maior ajuda veio do pai e da mãe do pastor Robenildo Lins, que passaram a integrar a Ebenézer e receberam, por reconhecimento do filho, a presidência do ministério. A mansidão, o carisma e, sobretudo, a experiência do Pastor José Lins, têm sido fundamentais para a obra que Deus colocou na vida deles. O desafio de cuidar de ovelhas não é uma tarefa simples. Não há descanso, não há certeza dos recursos para bancar os custos, mas a fé em Deus é o consolo de que Ele está no controle.

Pr Lins e Mss. Edileusa Ramos
A missionária Edileusa Ramos, coordenadora de todos os círculos de oração do ministério, também fez um reconhecimento diante da igreja da importância de Ana Lins, sua nora, a frente da obra, dia e noite. Mas a própria irmã Ana Lins reconheceu que a obra não pode ser feita por uma pessoa e agradeceu às mulheres que lutaram ao lado dela na primeira trincheira para garantir que tudo fosse feito para a obra de Deus, entre elas a incansável irmã Cineide. 

Só uma vez fui com a irmã Cineide e a irmã Ana ajudar nas compras para o congresso. Nunca vi tanta disposição em andar por todas as ruas do centro do Recife e ainda teimando em levar todas as sacolas. Quando eu perguntava se já tínhamos acabado, ela dizia: "só mais uma rua é bem “pertim”".

Demorei também a entender a importância das lembrancinhas em um evento como esse. Enquanto eu pensava na programação, elas oravam e faziam campanhas para comprar as tais lembrancinhas para presentear os obreiros, os pastores, as mulheres das comissões e as dirigentes. Na verdade, um reconhecimento sincero pelo trabalho realizado.
                                                                                                                                              
Pr. Josafá
E esse reconhecimento veio no encerramento do congresso. Em uma noite de pentecoste. Testemunhei o trabalhar de Deus na obra da Ebenézer. O preletor da noite, que nunca o tinha visto pregar antes, chegou quando o culto já havia iniciado. Veio da cidade de Lajedo, no Agreste, distante 173 km do Recife. 

O pastor Josafá Claudino, da Assembleia de Deus Mover do Espírito, não chegou atrasado, mas no momento certo de entregar a palavra. Antes da sua chegada a igreja já louvava ao Senhor, tenho orgulho de ter feito parte da primeira comissão da Ebenézer, mesmo ainda aprendendo a dar os primeiros passos na obra que Deus colocou na minha vida e na do meu esposo, o evangelista Irineu Messias, agora dirigente da mais nova congregação da Ebenézer, em Jardim Brasil 5. Aliás, por isso, acabei também me tornando missionária e sei que a honra foi dada por Deus e que Ele também me chamou para fazer a diferença.

Pastor Josafá Claudino, ministrando a Palavra de Deus. O culto foi um verdadeiro Pentecostes em pleno século XXI
O decreto de Deus para a Ebenézer nas palavras do pastor Josafá incendiou a igreja numa atmosfera de poder, que não havia visto antes. Talvez por isso, quisesse captar tudo ao meu redor, não sei se nessa hora, com a igreja “pegando fogo”, se era mais forte em mim, o olhar da jornalista ou da missionária ávida pela palavra de Deus. Prefiro acreditar na segunda, pois também senti, como todos que ali estavam o poder de Deus e a certeza que não somos absolutamente nada sem Ele. 

E a noite de pentecostes teve o encerramento na voz de uma mulher de Deus, a cantora Glauciene Monteiro(foto ao lado), que emocionou a todos com a canção “Mestre, eu preciso de um milagre”. 

Todos precisamos de um milagre e Deus está disposto a fazer esse milagre na minha e na sua vida. 

Escute a voz do Espírito Santo de Deus e permita como eu permiti, que Cristo governe a sua vida.

*Missionária Tânia Passos  Aráujo, é também jornalista.
*******

4 comentários:

  1. Que Linda materia minha missionaria e amiga irma Tania... Sinto-me feliz em ler: "não sei se nessa hora, com a igreja “pegando fogo”, se era mais forte em mim, o olhar da jornalista ou da missionária ávida pela palavra de Deus." Coisa Linda!
    Parabens minha Missionaria Jornalista!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada irmã Tânia
    Deus sempre lhe usando,
    És um canal de bênçãos para nós.
    Deus continue te abençoando grandemente em tudo.
    ... #AnaLins

    ResponderExcluir
  3. Missionária Rosana, obrigada pelas palavras. Toda honra e glória para Jesus!

    ResponderExcluir
  4. Missionária Ana Lins, a senhora é um testemunho de vida para todas nós. Que Deus continue lhe abençoando grandemente na obra Ebenézer, ao lado do pastor Robenildo Lins.

    ResponderExcluir